Matérias sobre ‘T’

Voltar para a página principal

As Torênias

As Torênias são floríferas herbáceas e anuais de verão. Elas são aparentadas com as Dedaleiras e as Bocas-de-Leão. Seu porte é pequeno, atingindo cerca de 30 cm de altura. A ramagem é compacta e bastante ramificada, dando a planta um aspecto simétrico e arredondado. As folhas são glabras, verdes e opostas, com margens serrilhadas. As flores são abundantes. Elas são lindas, aveludadas, em forma de trompete, com corola azul e garganta branca-amarelada. A floração se estende pela primavera e verão. No paisagismo elas substituem perfeitamente os Amores-Perfeitos no verão, formando belos e densos maciços e bordaduras. (mais…)

O Tagetes

O Tagetes é nativo do México, onde é muito importante na decoração do “Dia dos Mortos”, uma festa muito popular, motivo pelo qual é chamada de “Flor-dos-mortos”. As folhas desta planta são compostas, de coloração verde escura, produzindo contraste acentuado com as flores. As flores, reunidas em capítulos dobrados, são de coloração amarelo a alaranjado, em diferentes tonalidades e apresentam cheiro forte característico. De folhagem densa e floração abundante, é uma planta ótima para compor maciços e bordaduras no jardim, isolado ou com outras flores e folhagens. Utilizada também como flor-de-corte. O florescimento ocorre na primavera e verão. Devem ser cultivadas em pleno sol, em solo composto de terra de jardim e terra vegetal, com regas regulares. Tolerante ao frio, pode ser cultivada em todo país. Multiplica-se por sementes.

A Tulipa

ft-tulipaAs tulipas são originárias da Ásia Central. Foram levadas para os Países Baixos em 1560 pelo botânico Conrad Von  Gesner. O nome da flor foi inspirado na palavra turco-otomana tülbend, posteriormente afrancesada para tulipe, que originalmente significa turbante, considerando a forma da flor invertida.

Elas se transformaram numa paixão para os neerlandeses e essa paixão foi tanta que gerou até uma especulação financeira envolvendo os bulbos desta planta, chegando a ser a quarta maior fonte de renda do país. Embora as tulipas não se adaptem bem ao clima brasileiro, é possível induzir a planta a dar, pelo menos, mais uma floração, simulando as condições climáticas do seu habitat natural para estimular os bulbos a rebrotarem.

(mais…)