Matérias sobre ‘M’

Voltar para a página principal

Os Mini-Tagetes

De flores amarelas, laranjas e vermelhas alaranjadas, os Mini-Tagetes são plantas com um sentido especial. Suas folhas têm um aroma característico e utiliza-se muito o plantio consorciado de Mini-Tagetes com outras plantas mais delicadas, pois eles têm a fama de manter as pragas à distância. De folhagem densa e floração abundante no verão, é uma planta ótima para compor densos maciços e bordaduras no jardim, isolado ou com outras flores e folhagens. Elas devem ser cultivadas em pleno sol, em solo composto de terra de jardim e terra vegetal, com regas regulares. Tolerante ao frio. Multiplica-se por sementes.

A Margarida-Amarela

A Margarida-Amarela é uma planta muito vistosa e florífera, recomendada para grandes maciços em gramados bem cuidados. Na primavera e verão produz inflorescências de coloração amarelo ouro a ocre, com o centro elevado e de coloração marrom-arroxeado, que mais parecem pinturas. A folhagem é bastante bonita e pilosa e as folhas possuem bordas serrilhadas.
Devem ser cultivadas em pleno sol, em canteiros bem adubados e ricos em matéria orgânica, regados periodicamente. Requer replantio anual, apesar de ser bienal, pois perde a beleza com o tempo. Aprecia o frio de leve, sendo indicada para regiões de altitude e de clima mais ameno. Multiplica-se por sementes.

A Malva-Rosa

A Malva-Rosa é uma planta herbácea e bienal, conhecida pelo seu florescimento vistoso e suas propriedades medicinais. Seu porte é alto para uma florífera, atingindo cerca de 1 a 1,5 metros de altura. Suas folhas são cordiformes e lobadas, pubescentes, ásperas, rugosas e verde-claras, que se tornam progressivamente menores em direção ao topo. As flores surgem em espigas fortes, eretas e altas, que dificilmente necessitam de tutor. As características das flores dependem do cultivo, e elas são grandes e podem ser simples ou dobradas, com margens lisas, recortadas ou crespas e em diversas cores, como o rosa, o vermelho, o amarelo, o branco, o violeta e até mesmo o preto, cor muito rara em flores. (mais…)

O Miosótis

MiosotisMiosótis – Essa planta rasteira originária da Rússia, que geralmente tem entre 25 e 30 centímetros na fase de florescimento, possui pequenas flores azuis, flores brancas e flores rosadas presentes durante as primaveras dos mais belos jardins do planeta. Ela deve ser cultivada sob o sol ou à meia sombra e é utilizada como forração e bordas em canteiros, além de fornecer um toque especial em composições de jardins de pedras. O Miosotis gosta de baixa temperatura, sendo que o seu cultivo é mais indicado em lugares de altitude como os que existem na região sul do Brasil. Aquilo que pensamos ser as flores do Miosotis, na verdade são inflorescências terminais que se assemelham a espigas, longas, com formações de flores muito curtas e azuis. A sua beleza é apreciada e encontrada nos jardins de diversos países em razão da facilidade do seu cultivo. Além disso, ela apresenta mais de 50 variedades. O Miosotis também é conhecido como Verônica.

O Manacá-da-Serra

Manaca-da-SerraO Manacá-da-Serra mede de 7 a 15 metros de altura. É muito parecido com a Quaresmeira, mas é um pouco mais alto e o seu caule é mais liso. A maior dificuldade em diferenciar as duas flores está nas folhas que são muito parecidas. As folhas do Manacá-da-Serra possuem forma lanceolada, aveludada nas superfícies. São verde-escuras com nervuras longitudinais bem visíveis. Suas flores têm três cores distintas. Nascem flores brancas, depois de um dia, ficam rosa e no dia seguinte ganham a coloração lilás. Assim permanecem até envelhecer e cair. Os botões mantêm a planta florida desde abril até o começo de novembro. (mais…)

A Magnolia

MagnoliaÉ possível que a primeira planta com flores tenha surgido há cerca de 90 a 100 milhões de anos, no período Cretáceo. O aspecto dessa planta provavelmente seria muito semelhante ao da Magnolia, cuja família é uma das mais primitivas da História. A Magnolia é uma árvore robusta com até 30 metros de altura, com ramos vigorosos que se mantêm verdes o ano inteiro. São ricas em alcalóides. Os meses de floração da Magnolia são entre maio e julho. As belas flores vão do muito branco a uma cor creme aveludada, mas também podem ser encontradas flores de cores amarelas, flores de cor rosa e flores de cor púrpura. São flores bastante grandes. Seu aroma é agradável e penetrante. (mais…)

A Madressilva

MadressilvaA Madressilva é uma planta de corte muito popular, tanto na Europa como nos Estados Unidos. Sua origem é japonesa, chinesa e coreana, suas flores melhor se adaptam aos climas amenos e frios. O aroma dessas flores, por vezes, é percebido muito ao longe, e atrai as borboletas noturnas que asseguram a polinização. As flores Madressilvas são normalmente encontradas às margens dos campos, e são dessas flores que florescem na primavera. Suas flores são muito delicadas com tonalidades que vão do branco-marfim ao avermelhado. Sua reprodução se dá por estaquia de galho, devendo-se usar um espaçamento de 50 cm entre cada planta. Sua floração ocorre nos meses de abril a agosto. Os medicamentos florais que tem a essência da Madressilva na sua composição são indicados para pessoas que se apegam ao passado e ao sentimentalismo exacerbado. O perfume que essas flores exalam, além de atrair os insetos para a garantia da continuidade de sua espécie, revitaliza a alma e inspira libertação.

A Margarida

margaridaEsta flor tem sua origem em zonas do Hemisferio Norte. A margarida é uma planta herbácea da família das Compostas. As pétalas das margaridas têm uma forma alargada e delgada. Estas pétalas rodeiam o botão central dourado ou amarelo. As folhas das margaridas têm uma forma oval. Os seus caules são compridos e delgados, alcançando em alguns casos um metro de altura. As margaridas devem ser regadas regularmente, mas sem exagerar. Para favorecer o florescimento contínuo das margaridas, deve arrancar as flores secas, de vez em quando. Acerca das diversas classes de margaridas, há uma grande variedade. Contudo entre elas, o aspecto muda. Entre as margaridas, cultivam-se tamanhos diferentes de flor, mas todas pertencem à mesma categoria.