Matérias sobre ‘L’

Voltar para a página principal

A Lobélia-Azul

A Lobélia-Azul é uma planta herbácea prostrada ou rasteira e muito florífera. Ela é muito ramificada, apresentando formato arredondado e porte baixo, de cerca de 20 cm de altura. A folhagem geralmente é verde, mas pode ser bronzeada. As pequenas flores tubulares, que surgem em profusão na primavera e verão, têm aspecto assimétrico e peculiar. Sendo que as duas pétalas superiores são eretas e pequenas, e as três pétalas inferiores são grandes e unidas formam a “pista de pouso” dos polinizadores.
As cores variam do branco ao azul escuro, com o centro amarelo ou branco. O fruto é uma pequena cápsula, com cerca de 5 a 8mm, e contém numerosas sementes. (mais…)

A Lavanda

O gênero Lavandula compreende um grupo de plantas floríferas, herbáceas ou subarbusivas, que podem ser anuais ou perenes. As lavandas apresentam folhas opostas, lineares ou lanceoladas, branco-tomentosas e muito aromáticas, de onde se extrai o seu valioso óleo. Suas flores azuis ou arroxeadas reúnem-se em inflorescências tipo espiga e são bastante perfumadas. A floração inicia na primavera e se estende pelo verão, atraindo abelhas e borboletas. As lavandas são excelentes para compor maciços, bordaduras ou pequenas cercas-vivas, mas podem prestar-se como arbustinhos isolados ou em grupos irregulares, perfeitos em jardins de estilo inglês. (mais…)

A Lantana

LantanaA Lantana é originária da América Central e Sul e da África Ocidental e, tendo sido introduzida já há bastante tempo, atualmente se encontra disseminada nas regiões da Ásia tropical e Austrália. É uma planta representada por muitas variedades e algumas são tóxicas. É uma planta apropriada para conjunto ou canteiro e se propaga por estacas ou sementes. Gosta de pouco sol. O solo deve ser, preferencialmente argiloso e rico em matéria orgânica. O seu plantio é mais indicado para a região sul do Brasil. Nos jardins, é comum encontrarmos essa planta podada de modo a formar cercas vivas. Gosta de água, mas não resiste a solo encharcado. A Lantana floresce quase o ano inteiro. (mais…)

A Lágrima de Cristo

lagrima-de-cristoA Lágrima de Cristo é uma trepadeira semi-lenhosa de crescimento lento, porém de efeito espetacular. Apresenta folhas ovaladas de coloração verde-escura, com nervuras profundas e bem marcadas, que normalmente desaparecem no inverno rigoroso. Deve ser conduzida sobre suporte, sendo uma planta bastante adequada para caramanchões por produzir bela sombra no verão e permitir a passagem de luz no inverno. É bastante comum observá-la escalando janelas em residências urbanas e rurais. Floresce na primavera e no verão atraindo mamangavas. (mais…)

O Lisiantus

LisiantusO Lisiantus é nativo do Texas, Arizona, Colorado e México. Em seu habitat nativo ele é encontrado ao longo dos rios e áreas baixas, onde existe maior disponibilidade de água no solo. No período de chuvas menos freqüentes, o mecanismo de evitamento ao déficit hídrico baseia-se na emissão de longas raízes no solo para buscar água a maiores profundidades.  Por esta razão, um manejo adequado do substrato e irrigação, proporcionando condições adequadas de desenvolvimento do sistema de raízes é a chave para produzí-lo. O Lisianthus é nativo de uma região de baixa umidade relativa do ar. Portanto, o uso da irrigação por gotejamento é recomendado para reduzir a umidade livre nas plantas. (mais…)

O Lírio

ft-liriosOs lírios são muito populares e guardam o posto de 5º lugar de flores mais vendidas no mundo. Eles apresentam folhas grandes, lanceoladas e lisas, uniformemente distribuídas ao longo da haste floral. As flores terminais podem ser solitárias ou em grupos, dependendo da variedade e são muito perfumadas, seu formato pode ser plano, de trombeta, cálice ou turbante. (mais…)