O papel do consumidor no mercado de produtos orgânicos.

Os alimentos orgânicos são aqueles que utilizam, em todos os processos de produção, técnicas que respeitam o meio ambiente e visam à qualidade do alimento. Desta forma, não são usados agrotóxicos nem qualquer outro tipo de produto que possa vir a causar algum dano à saúde dos consumidores.Na agricultura, por exemplo, utilizam-se apenas sistemas naturais para combater pragas e fertilizar o solo. Embora apresentem praticamente as mesmas propriedades nutricionais dos alimentos inorgânicos, os orgânicos apresentam a vantagem de serem mais saudáveis, pois não possuem agrotóxicos. Também são mais saborosos. Em virtude disso, vemos um produto com as seguintes vantagens:

Os alimentos são mais saudáveis, pois são livres de agrotóxicos, hormônios e outros produtos químicos;
São mais saborosos;
Sua produção respeita o meio ambiente, evitando a contaminação de solo, água e vegetação;

A produção usa sistemas de responsabilidade social, principalmente na valorização da mão-de-obra.
Ao contrário do que muitos pensam, a agricultura orgânica não é mais coisa de gente idealista, que sonha em cultivar a própria horta no fundo do quintal, porque se abdica de comer hortaliças e legumes produzidos com adubo químico e agrotóxico.

Vários fatores levam algumas pessoas a consumir estes produtos, por exemplo, dificuldade econômica e também, preocupação com a própria saúde já que os agrotóxicos fazem mal a saúde.

Atualmente, a agricultura orgânica é um mercado crescente e os produtores estão cada vez mais se profissionalizando. Ao observar esse aumento de demanda por parte dos consumidores, algumas redes de supermercados estão investindo nesse setor, realizando reformas para que haja gôndolas destinadas especificamente para produtos orgânicos. Exigindo é claro, entregas semanais, e não mais produção em escala.

A grosso modo, podemos dizer que existem basicamente dois tipos de consumidores orgânicos. O primeiro tipo são aqueles consumidores mais antigos, que estão motivados, bem informados e são exigentes em termos de qualidade biológica do produto. Estes consumidores são os freqüentadores das feiras verdes de produtos orgânicos. Um segundo tipo, mais recente, ainda pouco estudado, é o consumidor das grandes redes de supermercados.

Para finalizar, é importante destacar que o desafio de levar o alimento orgânico para todas as camadas da população, não está relacionado apenas aos aspectos técnicos (produção em quantidade, qualidade, regularidade e diversidade) e econômicos (preços competitivos aos produtos convencionais), mas também aos aspectos políticos e sociais.

Deixe um Comentário

Current day month ye@r *